Buscar
  • Fernanda Durão

Goretti Queiroz homenageia profissionais da cena autoral musical

Evento contou com a presença de várias personalidades da terra do frevo.


Nesta sexta-feira (22), é comemorado o Dia Nacional do Músico e para comemorar a data antecipadamente a vereadora Goretti Queiroz (PSC) realizou, na quinta-feira (21), uma sessão solene, no plenário da Câmara Municipal do Recife, para homenagear os profissionais da cena autoral musical. Entre eles, cantores, produtores culturais, jornalistas, roadies e coordenadores técnicos. Durante o evento, 47 profissionais foram homenageados.

O vereador Hélio Guabiraba (sem partido) presidiu a sessão. A mesa foi composta pelo presidente do Sindicato dos Músicos de Pernambuco, que interinamente está respondendo pela Ordem dos Músicos, Eduardo de Matos; o cônsul da Albânia e decano do consulado, Lamartine Holanda Júnior; o gerente geral da Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer do Recife, Antônio Carlos de Farias. O vereador Ivan Moraes (PSol) também participou da solenidade e prestigiou os artistas locais.


Foto: Anderson Barros

Antes de dar início a sessão, a cantora Isabela Holanda cantou, à capela, o Hino Nacional, ao lado do músico Riva Le Boss, emocionando todo o público presente. O evento ainda contou com a apresentação da cantora Edilza Aires.


Goretti Queiroz fez questão de ressaltar em seu discurso o trabalho realizado por esses profissionais. “São pessoas que enriquecem a nossa cultura. Eu me refiro, também, aos profissionais da iluminação, técnicos de som, apresentadores de TV e artistas locais que nos trazem diariamente formas diferentes de lazer”.


A parlamentar fez questão de citar as dificuldades encontradas por esses artistas. “Sei da dificuldade que vocês têm de trabalhar músicas autorias e chegar em diversos lugares desse Brasil com essas canções. Vocês sabem o quanto é difícil levar um ritmo pernambucano para outro estado. Ainda há espaços que são negados para artistas como vocês”, disse.

Foto: Anderson Barros

O presidente do Sindicato dos Músicos de Pernambuco, Eduardo de Matos, falou sobre a importância da solene para todos os profissionais. “Essa homenagem veio num momento oportuno por diversas razões, inclusive pela data, que é véspera do Dia do Músico e da nossa padroeira. É preciso reconhecer que Pernambuco, e o Recife em especial, é uma terra que tem a cultura autoral na música enquanto a maioria dos outros estados, não tem. Outros estados têm grandes artistas musicais, mas todos ligados à interpretação. Em termos de criação, aqui há em maior quantidade e qualidade. E essas características precisam ser reconhecidas”, afirmou.


Pernambuco tem, segundo dados do Sindicato, em torno de 40 mil músicos. A reunião solene coincidiu, também, com o momento em que se discute, no Congresso Nacional, o acórdão de uma decisão judicial, que dará nova redação à Lei 3.857/1960. Essa é a chamada Lei dos Músico, que reconhece a profissão. O acordão pretende atualizar essa lei. “É uma discussão muito recente, mas tenho a certeza de que ela vai se aprofundar pois ainda não estão claros os efeitos das modificações propostas. Acho que ainda vai dar muito o que falar”, afirmou Eduardo Matos. A solenidade acabou com Isabela cantando o frevo Madeira que Cupim não Rói.

11 visualizações

Câmara Municipal do Recife

Rua Princesa Isabel, 410 • Gabinete 04 • Boa Vista • 50050-450 • Reciife/PE • (81) 3301.1279

  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • Twitter - Círculo Branco
  • Flickr - Círculo Branco

Vereadora Goretti Queiroz • Todos os direitos reservados